O que é gás GLP como recarregar rápido um

O número um das casas brasileiras, o mais econômico e menos poluente também, o gás liquefeito de petróleo (GLP) é famoso por sua versatilidade de aplicações. 

GLP, mais conhecido como gás de cozinha, gás de botijão, botijão de gás, ultimamente, é o mais usado pelos brasileiros, justamente, por sua versatilidade e por ser o mais econômico.

Versátil porque pode ser encontrado em diferentes recipientes, embora os  botijões de 13 quilos sejam os mais usados, por isso, atende a população como um todo, de residências e comércios ou indústrias, inclusive, agronegócios.

E é econômico porque não exige nenhum tipo de obra para ser utilizado, diferente do gás encanado, que acaba inviabilizando seu uso por conta de obras e outras adequações. 

Por isso, o gás de cozinha é o mais usado, de ponta a ponta do país, de casas em centros urbanos, até em lugares mais remotos e de difíceis acessos.

Mas, afinal de onde vem o gás GLP?

O Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), mais conhecido como gás de cozinha, vem como resultado da combinação dos gases hidrocarbonetos –Propano (C3H8), Propeno (C3H6), Butano (C4H10) e Buteno (C4H8), além de pequenas frações de outros hidrocarbonetos, com mais poder calorífico.

Tem como principal característica atingir o estado líquido ao ser submetido a um certo grau de pressão, retornando ao estado gasoso sempre que é utilizado. Ele é obtido a uma temperatura de aproximadamente 70 °C.

Como o próprio nome já diz, o gás de cozinha é um gás liquefeito. 

O resultado é um combustível de excelente qualidade, fácil manuseio e baixo impacto ambiental, além de ser fácil de armazenar e de transportar.

Isso tudo explica o porque o GLP é o preferido dos brasileiros.

O cheiro de gás

Embora seja muito comum as pessoas relatarem sentir seu cheiro, principalmente quando há vazamento. Na verdade, o gás não tem cheiro.

Pois é, o GLP, gás de botijão, gás de cozinha, seja o nome que costuma chamá-lo, ele não tem cheiro, é completamente inodoro.

Mas, então como se explica o famoso e temido “cheiro de gás” que sentimos quando há algum vazamento? 

Então, na verdade, esse “cheiro de gás” que as pessoas dizem sentir, é o resultado de um composto, à base de enxofre, chamado Mercaptan, uma substância química com odor bastante presente que se mistura totalmente ao gás

E vale saber que esse composto tem por objetivo, justamente, de servir como um alerta no caso de vazamentos, ou seja, serve para indicar a presença desse vazamento. E como um pequeno vazamento pode ir acumulando uma concentração explosiva de gás, ele é muito perigoso. E se esse odor não fosse adicionado ao GLP, o olfato humano não conseguiria identificar possíveis vazamentos.

Ou seja, o gás não tem cheiro, o odor que sentimos é adicionado para servir de alerta sempre que houver algum vazamento.

Diferença entre gás GLP e gás Natural

Enquanto o Gás Liquefeito de Petróleo é feito pela mistura de butano e propano – duas frações gasosas de petróleo, pode ser comercializado em sua forma líquida, geralmente em cilindros ou botijões.

O gás Natural, por sua vez, é um combustível fóssil, feito de hidrocarbonetos leves, dentre outros gases variados, e permanece em estado gasoso nas condições atmosféricas normais. E para ser fornecido, é preciso que seja feita uma tubulação específica, o que significa custos extras com obras.

A escolha mais consciente 

Se até aqui ainda não se convenceu de que o gás GLP é a melhor opção, vale saber que a energia que resulta do uso do gás de cozinha é a mais limpa de todas. 

A produção do gás GLP é completamente livre de resíduos tóxicos, por isso, não agride o meio ambiente. 

Isso sem falar que o gás de botijão é o perfeito substituto da lenha, naquela casa em regiões bem afastadas, onde o uso de fogão a lenha ainda pode ser observado, com sérios riscos de intoxicação pela fumaça e pela emissão de gases nocivos.

Super democrático, o gás de botijão não exige obras, como construção de gasodutos ou redes de distribuição, ele pode chegar a todos os lugares, seja em áreas super afastadas, rurais ou urbanas, sem necessidade de gastos com obras de instalação.

Em qualquer lugar

Mais versátil, pode ser encontrado em vários tamanhos, para diferentes fins e tipos de estabelecimentos, mais econômico, não exige obras para sua utilização, mais ecologicamente correto, já que não agride o meio ambiente, enfim, só resta ressaltar que o gás GLP é também o mais prático, pode chegar, praticamente, em todos os lugares. Por isso tudo é o número um da população brasileira. 

Chamar pelo Aplicativo

E como se não bastassem todas essas vantagens, hoje já é possível até recarregar o gás com um simples clique, através de aplicativos, como Preço do gás, por exemplo, que permite o botijão escolher por marca, preço, localidade, prazo de entrega…

Ou seja, hoje ninguém mais é surpreendido pela falta de gás… ele acabou? É só chamar quem, em poucos minutos o gás está na sua porta.

Porém, claro, é preciso ter sempre o cuidado de só adquirir botijão de gás de revendedores autorizados e certificados. 

Avatar of Maria Beatriz

Maria Beatriz

Maria Beatriz é formada em Jornalismo e letras. Segue produzindo pautas sobre tecnologia, finanças e Dinheiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *