Como reduzir juros de empréstimo consignado?

Se você está pensando na possibilidade de reduzir juros de empréstimo consignado, mas ainda não sabe como recorrer a essa opção, neste artigo iremos te apresentar 3 formas de alcançar esse objetivo.

Já que os empréstimos podem parecer uma excelente saída quando surgem aquele aperto financeiro.

Contudo, em algumas ocasiões, o consumidor está tão interessado no dinheiro solicitado que deixa de conferir se aqueles juros cabem no seu bolso.

Nesses casos, a melhor opção é tentar uma redução na taxa de juros do empréstimo já existente. Para isso, é necessário recorrer a uma negociação junto a instituição financeira.

reduzir juros de empréstimo consignado
reduzir juros de empréstimo consignado

Nesse sentido, confira esse artigo e se surpreenda com as possibilidades.

Veja como reduzir juros de empréstimo consignado

O banco não irá simplesmente reduzir as taxas de juros do contrato só porque o cliente decidiu que elas são desproporcionais à sua renda.

Isso porque, ao assinar um contrato, o consumidor assume estar ciente dos juros cobrados e concorda que pode arcar com aqueles valores.

Sendo assim, é necessário conhecer algumas técnicas que possibilitam essa renegociação dos juros, com o objetivo de encontrar uma solução para a sua questão de forma satisfatória.

Portanto, existem 3 opções que oferecem a possibilidade do consumidor conseguir reduzir os juros dos seus empréstimos. São elas:

Renegociar os valores do empréstimo

A renegociação acontece quando o cliente informa ao banco a sua dificuldade de pagar os valores das parcelas. Geralmente, essa dificuldade é informada após o atraso de uma ou duas parcelas do empréstimo.

Sendo assim, para que a instituição financeira não seja prejudicada, um agente financeiro estuda a possibilidade de reduzir os juros e em seguida apresenta as suas propostas para o cliente, que pode aceitar ou recusá-las.

Vale lembrar que, essa proposta deve beneficiar tanto o banco quanto o cliente, a fim de não deixar nenhum dos dois lados lesados na negociação.

Então, não aceite logo a primeira proposta que ouvir.

O banco deseja receber o valor emprestado, e, para isso, terá que apresentar uma proposta que encaixe na sua vida financeira, sem prejudicá-la.

Renegociar o número de parcelas através de um refinanciamento

Essa opção também envolve uma renegociação junto à instituição financeira. Ao renegociar o seu empréstimo consignado, existe a opção de solicitar um refinanciamento.

como funciona o emprestimo para aposentado negativado sem limite

Sendo que, por meio desse refinanciamento é possível reduzir juros das parcelas, através de uma negociação direta.

Nesse sentido, além de uma redução de juros, o cliente também pode solicitar o aumento do prazo de pagamento do empréstimo.

Ou seja, o valor total restante é distribuído em um maior número de parcelas, com um menor valor de juros, com o objetivo de se encaixar na renda do cliente.

Negociar a redução de juros com a antecipação de parcelas

Agora, caso a sua questão não seja a dificuldade em arcar com as parcelas, essa opção apresenta a redução de juros com a antecipação de parcelas.

Nesse caso, se o cliente que solicitou o empréstimo receber uma renda extra inesperada e quiser adiantar ou quitar as parcelas restantes do empréstimo, os juros das futuras parcelas serão excluídos da dívida.

Sim, ao adiantar o pagamento ou quitar a dívida antes do tempo definido, o consumidor tem o direito de pedir um novo boleto, com a exclusão do valor referente a taxa de juros.

Para isso, o cliente deve entrar em contato com o agente financeiro que lhe concedeu o empréstimo e notificar a sua decisão de adiantar um certo número de parcelas ou quitar o valor restante.

Para poder ser feito um cálculo de exclusão de taxa de juros e a emissão de um novo boleto.

Esse novo boleto terá uma data de vencimento estabelecida, e caso o consumidor não o pague até a mesma, será necessário realizar um novo processo junto ao banco para que um novo boleto seja gerado.

Avatar of Júlio Gonsalves

Júlio Gonsalves

Graduado em Letras Português/Inglês. Trabalho como professor, escritor e redator de vários portais.